O Sindicato dos Professores da Baixada Fluminense (Sinpro Baixada) não concorda com a reabertura dos estabelecimentos privados de ensino e da rede pública enquanto a pandemia do covid 19 não estiver controlada nos municípios da região: Duque de Caxias, Mesquita, São João de Meriti, Belford Roxo, Japeri, Magé, Guapimirim, Nilópolis e Nova Iguaçu; controlada segundo a aferição dos órgãos competentes, como a Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ), Fiocruz e universidades públicas.

É notório que a pandemia do covid-19, motivo da suspensão das atividades presenciais desde março, ainda não está controlada e abrir as escolas, creches e universidades da região levaria milhares de professoras(es), funcionários e crianças a um contato direto; também levaria às ruas e transportes da cidade milhares de pessoas, aumentando o contágio e, por consequência, piorando o quadro da doença naquelas cidades.

Dessa forma, consideramos que as instituições privadas de ensino e a rede pública só podem ser reabertas após uma discussão profunda, com a participação de todas as partes envolvidas, e se baseando, principalmente, nas orientações científicas e sanitárias das autoridades pertinentes.

Eduardo Monteiro – presidente do Sinpro Baixada